Terça-feira, 2 de Outubro de 2012

OUTUBRO...COMEMORAMOS BELTANE, NA RODA DO ANO! RENOVAÇÃO PARA TODOS!

{#emotions_dlg.lua}SABATS E ESBATS




"Esbat" é o nome de cada uma das celebrações mensais, no primeiro dia da Lua Cheia ou da Lua Nova de cada mês. Nestas datas são celebrados os ciclos lunares;  Nos Esbats são celebrados os ciclos da Deusa, em seus três aspectos: Donzela, Mãe e Anciã (Crescente, cheia e Minguante). 



"Sabbat" são cada um dos 8 grandes festivais solares que acontecem anualmente e que caracterizam a Roda do Ano das Bruxas.

São belas cerimônias religiosas derivadas dos antigos festivais que celebravam, originalmente, a mudança das estações do ano. Os Sabbats, também conhecidos como a "Grande Roda Solar do Ano" e "Mandala da Natureza", têm sido celebrados sob formas diferentes por quase todas as culturas no mundo. São conhecidos sob vários nomes e aparecem com freqüência na mitologia.




Durante os Sabbats são celebrados, em grupo ou solitariamente, os ciclos do nascimento, maturidade, morte e renascimento do Deus, e sua profunda relação com a Deusa.




Sabbat não é sinônimo de missa negra. É um pensamento extremamente errado. Não é usado nenhum símbolo ou objeto cristão. Nenhuma oração cristã é lida - nem de trás para frente nem de frente para trás. Não são feitos nem sacrifícios nem orgias.

Relacionemos com as quatro estações do ano:




Durante o inverno, as árvores estão sem suas folhas, os animais se recolhem, os dias são muito curtos e as noites, longas.




Lentamente, conforme os dias vão ficando mais longos e a primavera se aproxima, a Natureza parece se espreguiçar.




É a época de preparar o solo. Com a chegada do verão, a Natureza explode em vida e fertilidade. É a época de semear.




Enquanto o ano continua sua roda, o outono chega e, novamente, as folhas começam a cair. É a época de colher e armazenar para o inverno que novamente se aproxima.


Mesmo que aqui, no hemisfério sul - principalmente no nosso país tropical e bonito por natureza - as estações não sejam tão claramente definidas, dá para observar as mudanças sutis que acontecem. É só prestar atenção. Quem já viveu ou passou longas férias no interior sabe disso. As estações, as épocas de preparar a terra, de semear, de plantar e colher são super bem definidas.


Os Sabbats


SAMHAIN - A Morte do Deus - Celebrado em 1o. de maio no hemisfério sul e em 31 de outubro no hemisfério norte (Obs.: a pronúncia é "Sôu-en");


YULE - Solstício de Inverno - Celebrado no primeiro dia do inverno (+ ou - 21 de junho no hemisfério sul e 21 de dezembro no hemisfério norte);


IMBOLC (ou Imbolg) - Celebrado em 2 de agosto no hemisfério sul e 2 de fevereiro no hemisfério norte;


EOSTAR (ou Ostara) - Equinócio de Primavera - Celebrado no primeiro dia da primavera (+ ou - 21 de setembro no hemisfério sul e 21 de março no hemisfério norte);


BELTANE - Celebrado em 31 de outubro no hemisfério sul e 1o. de maio no hemisfério norte

LITHA - Solstício de Verão (Mid Summer) - Celebrado no primeiro dia do verão (+ ou - 21 de dezembro no hemisfério sul e 21 de junho no hemisfério norte)

LUGHNASAD (ou Lammas) - Celebrado em 2 de fevereiro no hemisfério sul e 2 de agosto no hemisfério norte;


MABON - Equinócio de Outono - Celebrado no primeiro dia do outono (+ ou - 21 de março no hemisfério sul e 21 de setembro no hemisfério norte);


 

Não podemos deixar de lado o conceito de que as celebrações atuais são baseadas em rituais Celtas muito antigos com período muito maior do que os  2000 anos do cristianismo e que tiveram origem em uma época em que a atividade básica de subsistência era a agricultura.




SAMHAIN, Ano Novo Celta, em 1o. de maio.

Este Sabbat marca o início, o prenúncio da estação da morte: o Inverno. Representa a morte simbólica do Deus e, na Natureza, a estação menos fértil - a Deusa está sem seu consorte!

O Samhain também era a antiga festa celta dos mortos.


Na tradição céltica, o Samhain era a noite da morte e da ressurreição: os mortos precisavam esperar até esta data para fazer a travessia para o "País do Verão", onde a esperança de uma nova vida os aguardava - por isso, na Bruxaria, esta é a época em que e sabe que os véus entre os mundos ficam mais tênues. É um tempo de reflexão, de olhar para o que foi feito no ano anterior, e uma época de lembrar os antes queridos que já foram para outros planos.


A noite do Samhain é considerada, pelas Bruxas, como a noite de ano novo por esta conotação de "passagem" da morte para a promessa de uma nova vida de abundância.


A data do Samhain da tradição céltica era tão forte no hemisfério norte (31 de outubro) que foi adaptada pelo cristianismo, na Idade Média, e transformou-se na "noite de todos do santos", ou "noite de todas as almas" (Halloween, em inglês, é uma corruptela de All Hallows Eve, ou "noite de todas as almas"), celebrada até hoje...




YULE, sabbat elebrado na noite do Solstício de Inverno, perto de 21 de Junho.

Data em que ocorrem a noite mais longa e o dia mais curto do ano, e sendo o Sol uma das representações do Deus, o Yule marca a época do ano em que o Deus renasce - porque, a partir do Solstício, as noites ficarão progressivamente mais curtas, e os dias (a presença do Sol) mais longos.




IMBOLC, em 2 de agosto, Sabbat de purificação depois das privações do Inverno.

É uma época de celebração ao calor que aquece a Terra através do poder renovado do Sol, que renasceu da Deusa no Yule.

Os dias são mais longos e o início da Primavera pode ser sentido na Natureza, que parece se espreguiçar. É um festival de fogo, luz e fertilidade, em que as fogueiras e muitas velas são acesas, representando tanto a nossa própria iluminação pessoal quanto a luz e o calor que estão aumentando.





EOSTAR, marca o primeiro dia da Primavera (perto de 21 de Setembro).

As energias da Natureza sutilmente emergem do sono em que estiveram mergulhadas durante o Inverno. A Deusa cobre a Terra de promessas de fertilidade, enquanto o Deus - renascido no Yule - começa a passar da infância para a maturidade. Em Eostar, a duração da noite e do dia são iguais. A luz começa a vencer a escuridão; o crescimento do Deus e a receptividade da Deusa inspiram as criaturas na Terra a se reproduzir. É a época de iniciar, de agir, de plantar as sementes para o futuro.




BELTANE, em 31 de outubro, representa a entrada do jovem Deus para a idade adulta.

Estimulados pelas energias da Natureza, pela força das sementes e flores que desabrocham, a Deusa e o Deus apaixonam-se. Nesta data são celebrados rituais de fertilidade e imensas fogueiras são acesas.

As fogueiras de Beltane simbolizam o calor da paixão e a intensidade da interação entre a Deusa e o Deus, e a crescente fecundidade da Terra.




LITHA (perto de 21 de dezembro), é celebrado quando o poder e a força da Natureza chegam ao seu ponto mais alto.

A Terra está repleta e abundante com a fertilidade da Deusa e do Deus. Mais uma vez, são acesas fogueiras homenageando a energia do Sol, que atinge seu ápice: esta é a noite mais curta e o dia mais longo do ano.




LUGHNASAD, em 2 de fevereiro, é a época da primeira colheita, quando as sementes plantadas na Primavera dão os primeiros frutos ou geram outras sementes que vão assegurar os resultados futuros.

Mas o Deus começa a perder sua força e, assim, os dias começam a ficar mais curtos e as noites mais longas.




MABON (primeiro dia do Outono, perto de 21 de março), o Equinócio de Outonore presenta a plenitude da colheita iniciada no Lughnasad.

Mais uma vez, o dia e a noite têm uma duração igual. A Natureza começa a declinar, preparando-se para o Samhain que se aproxima, preparando-se novamente para o Inverno, a época do recolhimento... e para um novo ciclo que começa.


A celebração de cada Sabbat é uma experiência espiritual intensa e sublime que permite aos wiccanos permanecerem em equilíbrio harmonioso com as forças da Mãe Natureza.


Sabbat Hemisfério Sul Hemisfério Norte
Samhain 1 de Maio 31 de Outubro
Yule 21 de Junho (aprox.)* 21 de Dezembro (aprox.)*
Imbolc 1 de Agosto 2 de Fevereiro
Ostara 20 de Setembro (aprox.)* 20 de Março (aprox.)*
Beltane 31 de Outubro 1 de Maio
Litha 21 de Dezembro (aprox.)* 21 de Julho (aprox.)*
Lammas 2 de Fevereiro 1 de Agosto
Mabon 20 de Março (aprox.)* 20 de Setembro (aprox.


Literatura recomendada a venda em nosso acervo:


A VERDADE SOBRE A BRUXARIA MODERNA - Scott Cunningham.


A VERDADE SOBRE A BRUXARIA MODERNA - Scott Cunningham.  Gaia - 2003 - 182pg.

A VERDADE SOBRE A BRUXARIA MODERNA - Scott Cunningham.

Gaia - 2003 - 182pg.

"Uma vez que aprendemos o fundamental sobre as práticas e crenças Wiccanianas, vivenciar a nossa religião é, logicamente, o próximo passo. Como permitir que ela influencie as nossas vidas depende completamente de nós.

Escrevi este livro como um guia e não somente à Prática Wiccaniana, mas para a Vida Wiccaniana. Entretanto, seus conteúdos são meramente idéias e sugestões. Cada um de nós tem que encontrar o seu caminho perfeito. Que a Deusa e o Deus lhe ajudem nesta busca."

SUMÁRIO

Prefácio; Introdução;  PARTE I - MAGIA POPULAR; A magia do povo; O encantamento; Instrumentos de poder; Não prejudique ninguém; Outras formas de magia; Rituais simples de magia popular; PARTE II - WICCA; A religião da Wicca; A Deusa e o Deus: os aspectos divinos da Wicca; Iniciação; Tradições Wiccanas; Instrumentos rituais; Círculos e altares; Dias de poder: Sabbats e Esbats; Magia Wiccana; Nudez, sexo e Wicca; Perigos e problemas; Um ritual Wiccano; PARTE III - RESUMO; Surge a consciência; Rumo à Luz; Glossário; Bibliografia anotada.


DADOS DO LIVRO: Brochura, capa flexível, folhas fixas, texto íntegro, miolo em ótimo estado de conservação.


************************************************


ORIGENS DA BRUXARIA MODERNA - Ann Moura.

 

A evolução de uma religião pelo mundo.

ORIGENS DA BRUXARIA MODERNA - Ann Moura.

A evolução de uma religião pelo mundo.

Editora Gaia - 2001 - 256pg.

SUMÁRIO

Em reconhecimento. Onde entram os pagãos?; Notas da autora; Introdução; CAPÍTULO 1 - O berço da civilização balançou primeiro na Índia; CAPÍTULO 2 - AUM e UMA: as divindades fundamentais das religiões Pagãs e Não-pagãs; CAPÍTULO 3 - Arianos ortodoxos e Sind; CAPÍTULO 4 - As raízes pagãs se entrelaçam na Eurorpa; CAPÍTULO 5 - As marcas registradas do Paganismo europeu: Faerie e Asatru; CAPÍTULO 6 - As raízes entrelaçadas do cerimonialismo e da Wicca; CAPÍTULO 7 - Desafios do Neopaganismo e da Wicca no século XXI; CAPÍTULO 8 - Revendo o passado para revelar o futuro; Apêndice: Cronologia; Glossário; Índice.
DADOS DO LIVRO: Brochura, capa flexível, folhas fixas, texto íntegro, miolo em ótimo estado de conservação.


***********************************


BRUXARIA E MAGIA NA EUROPA - Daniel Ogden, Georg Luck, Richard Gordon e Valerie Flint.


BRUXARIA E MAGIA NA EUROPA - Daniel Ogden, Georg Luck, Richard Gordon e Valerie Flint.  Grécia Antiga e Roma.  Madras - 2004 - 320 pg.


BRUXARIA E MAGIA NA EUROPA - Daniel Ogden, Georg Luck, Richard Gordon e Valerie Flint.

Grécia Antiga e Roma.

Madras - 2004 - 320pg.

Você sabe como a "demonização" política da magia no fim do Império Romano se compara à associação da Bruxaria com o diabo? Sabe por que a magia chamou a atenção dos imperadores e príncipes?  Será que eles não estavam mais satisfeitos em governar apenas os corpos e o trabalho de seus súditos, querendo controlar também suas paixões e credos? É possível que a magia antiga tenha sido afetada pelas várias influências de uma multiplicidade de deuses e cultos pagãos? Os gregos realmente acreditavam em seus mitos?

Essas e muitas outras indagações serão respondidas em Bruxaria e Magia na Europa - Grécia Antiga e Roma, um livro que se vale de filosifia, direito e religião para fazer um percurso na história da Bruxaria, abordando desde a era heróica de Homero até o fim do império ocidental de Augustino e Teodósio.

Encantamento sde amarração: placas de maldições e bonecas de vodu nos mundos gregos e romano; Bruxos, bruxas e feiticeiros na literatura clássica; Magias imaginativas grega e romana; Demonizando a magia e a feitiçaria na antiguidade Clássica: redefinições cristãs das religiões pagãs - estes e muitos outros assuntos são o ponto de partida deste livro que traz um registro histórico a respeito da Bruxaria e da Magia na Europa.

DADOS DO LIVRO: Brochura, capa flexível, folhas fixas, texto íntegro, miolo em ótimo estado de conservação.{#emotions_dlg.star}


 

 


publicado por Ana Romero às 03:03
link do post | comentar | favorito
|

.Saiba mais BRUXAPOA - LIVROS

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Livros Novidades

. Pensou, aconteceu! Você é...

. As Energias Soltas no Ar....

. OUTUBRO...COMEMORAMOS BEL...

. Se Alguém te falar: "Te P...

. Enlouquecemos Estudando a...

. O Livro - Do Entalhe na...

. ESOTERISMO

. Terapias Alternativas - C...

. BRUXAPOA - Sebo Loja Virt...

. Livros Usados em Livraria...

.arquivos

. Julho 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Setembro 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds